Dez conselhos missionário de Noé.

Dez conselhos missionário de Noé.

1- No campo missionário, às vezes encontramos povos com o coração duro , lembre-se de que devemos levar a palavra mesmo que levem 100 anos, pois estamos todos no mesmo barco.

2 –Evangelize hoje, mas planeje-se para o futuro. Não estava chovendo quando Noé construiu a Arca.

3- Mantenha-se em forma. Quando você tiver 60 anos, Deus pode lhe pedir para fazer algo realmente grande, e Ele dará capacidade para executar.

4- Não dê ouvidos aos críticos; apenas continue a fazer o trabalho que precisa ser feito, mesmo que pareça impossível.

5- Construa seus projetos em terreno alto, nas alturas as tempestades não lhe preocupará.

6- Por segurança, viaje em pares. Leve sua família junto, eles darão mais credibilidade ao seu trabalho junto à comunidade a alcançar.

7- A velocidade com que realiza seu trabalho nem sempre é uma vantagem. Os caramujos estavam a bordo com os leopardos.

8- Quando estiver estressado, flutue por um tempo e espere a brisa.

9- Lembre-se, a Arca foi construída por amadores; o Titanic por profissionais. Vale mais o chamado de Deus e a obediência do que mil cursos missionários.

10- Não importa a tempestade que virá no campo missionário, pois quando você está com Deus há sempre um arco-íris te esperando.

Por: Marvyo Darley- Missionário no Oeste Africano- SEMADEC

Veja também https://marvyopriscila.wordpress.com/2009/10/04/3×10/

Dez coisas que um missionário não deve esquecer!

Dez coisas que um missionário não deve esquecer!

1- Tudo que Ele faz depende totalmente de Deus, e o julgo de Jesus é suave e leve.

2– O nome de Cristo tem que ser glorificado e não o dele próprio.

3- Ele não é um super-herói, tem suas limitações e fraquezas.

4- Que fotos e relatórios são importantes, mas o que realmente importa são vidas aos pés de Cristo!

5- Que Pessoas são seres humanos dotados de uma vida e de sentimentos, não são apenas números em um relatório ou estatísticas.

6- Que devemos ser irrepreensíveis, pois aqueles que discipulamos nos tem como espelho de Cristo.

7- Que vida missionária não é uma carreira, mas uma entrega de vida sem glória ou coroa na terra, senão cruz e escárnio.

8- Que não seremos entendidos até por aqueles que deveriam nos entender, pois missão é a sabia loucura amorosa de um Deus resgatador que zela pela sua criação.

9- Que todas nossas fraquezas e defeitos serão expostos no campo missionário, e isso é parte do processo divino. Primeiro Deus nos alcançará no campo para podermos alcançar o povo.

10- Que nos primeiros meses ou anos, estamos no pior lugar do mundo e nos últimos anos não queremos mais voltar para nossa própria pátria.

Por: Marvyo Darley – Missionário África

Fazendo Missões, sem sair de Casa.

Fazendo Missões, sem sair de Casa.  

Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.

1Timóteo 5:8

 

 

         Quando alguém fala acerca de missões, Algumas pessoas imaginam alguém que deixou sua casa e foi a países desconhecidos a fim de anunciar a palavra de Deus, porem nossa missão começa dentro de nossos lares, famílias, conhecidos de rua e amigos de trabalho,como quererá ganhar todo um continente se não ganhou a tenção , ou o respeito, ou a confiança de seu conjugue, filhos e vizinhos. Não nos esquecemos que devemos pregar a palavra, entretanto nos somos a palavra viva, a palavra ativa dentro de nossos lares e locais cotidianos. Olhando para as estatísticas vemos o caos instalado no meio das famílias, onde o número de divórcio cresce assustadoramente.

          A pergunta é: quem vai olhar para os casais antes que eles cheguem ao divórcio?
E os filhos que ficam no meio desta batalha, sem saber o que fazer e nem o que será de suas vidas após a separação de seus pais?
Ficam na expectativa de que seus pais se reconciliem, porque o desejo é que permaneçam casados para todo sempre apoiando, orientando, educando, marcando suas vidas com sua presença dentro do lar.
O nosso coração arde para que se levante uma geração de missionários que se envolvam na restauração das famílias pois trabalhar vivendo a palavra com aqueles que estão ao nosso lado é uma grande missão, perdoar o a falha ou erro do conjugue e dormi ao lado amando e isso é mostra amor, reconhecer a fragilidade de uma criança e ajudar a crescer isto é uma grande obra.
“…. e converterá o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais….. “ isso é o primordial viver o amor de Cristo com meu conjugue, viver o amor de Cristo com os filhos, viver o amor de Cristo com os semelhantes, viver o amor de Cristo com todos os povos da terra.

                  A família é a base da sociedade, da igreja, porque foi assim que Deus planejou todas as coisas desde o princípio, pois Deus é uma família, Ele é pai Ele é filho, e todos aquele que o recebe em amor se tornam filhos, e nos irmãos.
A grande maioria dos jovens que se envolvem com crimes, drogas e prostituição são filhos de pais separados, famílias desestruturadas, pais ausentes que tentam suprir esta carência com presentes.
Do que estes filhos estão realmente necessitando? Ele necessitam de uma mulher e um homem que entenda que sua maior missão estar dentro de seu lar ,eles necessitam de um abraço amoroso , da segurança, da presença, de uma palavra de apoio e de serem ouvidos pelo seus pais.
            

            Precisam ser valorizados e saberem que fazem parte de uma família, não somente por palavras, mas por atitudes, gestos e ações.

            Não podemos criar uma geração sem o conhecimento dos princípios de Deus. (Oséias 4:6). Procurar investir nos filhos. (Deuteronômio 6:1-9)
 Caro amigo se você ainda não tem Cristo, saiba que ele ressuscita tua esperança , teus filhos, teu casamento, e tua vida será uma bênção , ganhe sua casa pra cristo ela é nosso primeiro e principal campo missionário , tenho tentado aprender uma língua para assim, caso seja a vontade de Deus, levar o amor de Deus ao povos, porem essencialmente é falar o mesmo idioma de minha esposa entende-la e ser entendido pela mesmo, que haja comunicação, compreensão e Assis posso falar do verdadeiro amor, o que vem de Deus, ele é o autor do amor, a família nasceu no coração de Deus, e amor faz unir a família,  
Missões deve começar dentro de casa.

 

 

Marvyo Darley

 

Ramadan

VAMOS ORAR.

      Queridos estamos no quarto dia do Ramada, e queremos contar com suas orações.Que DEUS se revele nesses dias a milhões de muçulmanos em todo o mundo, portando contamos com seu apoio nesses 30 dias, dias em que a batalha espiritual aumenta e muitas coisas acontece no mundo espiritual, por isso precisamos das suas orações.

        Ramadan é um mês especial para mais de um bilhão de muçulmanos por todo mundo. É um período para reflexão, devoção a Alá, e auto-controle. Do nascer do sol ao ocaso, cada dia, por 30 dias eles se abstêm de comida, bebida, fumo e sexo.

          O Ramadã é o nono mês do calendário islâmico. Pelo fato de o Islamismo usar um calendário lunar, o Ramadã começa e termina em diferentes períodos do ano. O calendário lunar é baseado na observação das fases da Lua, em que o início de cada mês é identificado com a visão de uma nova Lua. No Ramadã os Muçulmanos acreditam que é um mês de bênção que inclui oração, jejum e caridade, para todos.

         Era nesse período, durante o nono mês do calendário lunar, que os muçulmanos acreditavam que Deus, ou Alá, revelara os primeiros versos do Alcorão, o livro sagrado do Islamismo. Quem não precisa Jejuar segundo o Islã. Há varias justificativas validas para não jejuar: enfermidades, gravidez, lactante, menstruação, o idoso ou uma algumas doença incurável. Se o jejuante comer ou beber, ou tiver relacao sexaul durante o periodo do jejum, este será anulado. Caso este venha a quebrar inadequadamente seu jejum é obrigatório jejuar durante 60 dias seguidos.

      Voce pode participar em oraçao pelo o mundo muçulmano, onde crentes do mundo todo estao orando, pela a verdadeira revelacao de

 DEUS aos coraçoes desses povos. JESUS DEIXOU BEM CLARO QUE A NECESSIDADE É ENORME QUANDO DISSE ERGUEI OS OLHOS E VEDE OS CAMPOS, POIS JÁ BRANQUEJAM PARA A CEIFA. JOAO 4.35

Miss. Elias

As mulhers do Islam

          

     A mulher no islamismo. É um dos assuntos mais críticos que os muçulmanos tentam esconder dos ocidentais, pois ninguém consegue imaginar que possa existir uma religião que confesse ter este tipo de tratamento para com as mulheres. Estarei mencionando o que o Alcorão e o Hadith (ensinos, palavras e atos de Maomé) mencionam sobre as mulheres no islamismo, assim como a opinião de Maomé e dos Califas.

           O Que É A Mulher No Islamismo?

          No islamismo, a mulher é considerada um “brinquedo” (daí porque usei a palavra “que” em vez de “quem”). Isto é tirado literalmente do que o profeta Maomé e o Justo Califa Umar Ibn Al Khattab (um dos sogros de Maomé) declararam; do verdadeiro tratamento que as mulheres recebem nos dias de hoje na maioria dos países islâmicos; e da diferentes doutrinas do islamismo a respeito das mulheres (casamento no islamismo, direitos da mulher, status da mulher em comparação com os homens, os deveres da mulher para com o seu marido, etc.).

               Em seu livro, Al-Musanaf (Vol. 1, parte 2, página 263), Abu Bakr Ahmed Ibn Abd Allah (um dos sábios muçulmanos) disse: “Umar (o Justo Califa) estava certa vez falando, quando sua esposa o interrompeu, e ele disse a ela: ‘Você é um brinquedo, se precisar de você, eu a chamo’”. Amru Bin Al Aas (também um Califa) disse: “Mulheres são brinquedos; escolha uma” (Kans-el-Ummal, Vol. 21, Hadith N° 919).

             O próprio Maomé disse: “A mulher é um brinquedo, quem quiser levá-la, deve cuidar dela”, segundo Ahmed Zaki Tuffaha, na página 180 do livro Al-Mar’ah wal-islam (A Mulher e o Islamismo).

                    A Superioridade do Homem Sobre a Mulher Sura 4.34 (um capítulo do Alcorão) declara: “Os homens têm autoridade sobre as mulheres porque Alá fez um superior à outra”. Na página 36 deste livro, A Mulher e o Islamismo, Ahmed Zaki Tuffaha escreveu: “Deus estabeleceu a superioridade do homem sobre a mulher pelo verso acima (Sura 4.34), o que não permite a igualdade entre o homem e a mulher. Porque aqui o homem está sobre a mulher devido à sua superioridade intelectual. . .” Como cristãos, podemos nos alegrar com o que a Bíblia diz: “Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus” (Gálatas 3.28). 

           No Islamismo, não somente a mulher é considerada um brinquedo e inferior ao homem, mas as mulheres são consideradas como tendo muitas deficiências. A mulher é deficiente em inteligência e em religião.

            No livro de Sahih Al Bukhari, que os muçulmanos consideram o livro mais autêntico depois do Alcorão, lemos: “Certa vez, o Apóstolo de Alá disse a um grupo de mulheres: ‘Não conheço ninguém mais deficiente em inteligência e religião do que vocês. Um homem prudente, sensível pode ser desencaminhado por qualquer uma de vocês’. As mulheres perguntaram: ‘Ó Apóstolo de Alá, qual a deficiência da nossa inteligência e da nossa religião?’ Ele disse: ‘Não é a evidência de duas mulheres igual ao testemunho de um homem?’ Elas responderam que sim. Ele disse: ‘Essa é a deficiência da sua inteligência’… ‘Não é verdade que as mulheres não podem orar nem jejuar durante a menstruação?’ As mulheres responderam que sim. Ele disse: ‘Essa é a deficiência da sua religião’”. Este Hadith é inteiramente aceito, o que lhe dá um alto grau de autenticidade no islamismo. Por isso ele é aceito e usado por eminentes estudiosos como Ghazali, Ibn Al Arabi, Razi e muitos outros. A mulher é deficiente em gratidão. Em Sahih Al Bukhari (Parte 1, Hadith N° 28), lemos: “As mulheres são mal agradecidas aos seus maridos pelos favores e o bem [atos de caridade feitos a elas]. Se você sempre tiver sido bom [benevolente] a alguma delas e então ela vir alguma coisa em você [que não seja do agrado dela], ela vai dizer: ‘Nuca recebi nenhum bem de você’”. As mulheres são semelhantes a uma costela curvada. Em Sahih Al Bukhari (Pasrte 7, Hadith N° 113) está afirmado: “A mulher é como uma costela; se você tentar endireitá-la, ela se quebra. Portanto, se você quer tirar proveito dela, faça-o mesmo sendo ela defeituosa”. Todos concordam com este Hadith. 

               Casamento Na questão do casamento, o islamismo prova que a mulher é considerada um brinquedo. 

               1. Casamento forçado. “A virgem pode ser obrigada por seu pai a ser dada em casamento sem ser consultada”. Isto é o que Ibn Timiyya (conhecido entre os muçulmanos como o xeque do islamismo) declarou em Ibn Timiyya, Vol. 32. página 39. E, no mesmo volume, páginas 29 e 30, ele escreveu: “Mesmo a virgem adulta, o pai pode obrigá-la a casar-se”. Isto está em acordo com Malek Ibn Ons, Al Shafi e Ibn Hanbals, que estão entre os principais Legisladores do Islamismo (especialistas na Lei Islâmica). Ibn Hazm (um dos maiores estudiosos do islamismo) mencionou em seu livro Al-Muhalla (O Adocicado) Vol. 6, Parte 9, páginas 458 a 460, “O pai pode consentir em dar a sua filha em casamento sem a permissão dela, porque ela não tem escolha, exatamente como Abu Bakr El Sedick [o primeiro Califa depois de Maomé e seu sogro] fez com sua filha, Aisha, quando ela estava com seis anos de idade. Ele a deu em casamento ao profeta Maomé sem a permissão dela”. Aisha disse: “O mensageiro de Alá tomou-me como sua noiva quando eu tinha seis anos, e tomou-me como sua esposa quando eu completei nove anos de idade”. Ele estava com 54 anos de idade quando casou-se com ela.

           2. A importância do contrato de casamento Em seu livro As Mulheres no Islamismo, Rafiqul Haqq resumiu a importância do contrato de casamento de acordo com três diferentes escolas islâmicas. Citando o livro Al-Fiqh ala al-Mazahib al-Arba’a (Vol. 4, página 488) de Abd Ar Rahman Al Gaziri, ele diz: “O entendimento aceito nas diferentes escolas de jurisprudência é que aquilo que foi contratado no casamento é para o benefício que o homem pode ter da mulher e não o contrário”.  

                Os seguidores do Imã Malik declararam que o contrato de casamento é um contrato de propriedade do benefício do órgão sexual da mulher e do resto do seu corpo. Os seguidores do Imã Shaffi disseram: “A visão mais aceita é que o que foi contratado é a mulher, isto é, o benefício derivado do seu órgão sexual”. Outros declaram: “O que foi contratado é tanto o homem quanto a mulher”. 

              Segundo a primeira opinião, a esposa não pode exigir sexo de seu marido porque o direito é dele, não dela. Segundo a segunda opinião, ela pode exigir ter sexo com ele. Os seguidores do Imã Abu Hanifa disseram: “O direito ao prazer sexual pertence ao homem, não à mulher; isto quer dizer que o homem tem o direito de forçar a mulher a gratificá-lo sexualmente. Ela, por sua vez, não tem o direito de forçá-lo a fazer sexo com ela, a não ser uma vez (na vida). Mas, ele precisa, do ponto de vista da religião, fazer sexo com ela para protegê-la de ser moralmente corrompida”.

             3. O número de esposas O homem pode se casar com até quatro mulheres livres ao mesmo tempo, e pode divorciar-se de uma delas e casar-se com uma quinta, desde que não mantenha mais do que quatro esposas ao mesmo tempo. Ele pode ter sexo com um número ilimitado de moças escravas e concubinas. Sura 4.3 diz: “Se você tem medo de não poder tratar com justiça os órfãos, case-se com as mulheres que você escolher, duas ou três ou quatro, mas se você tem medo de não poder agir com justiça [com elas], então somente uma, ou aquela que a sua mão direita possui que seja mais apropriada, para evitar que você cometa injustiça”. Em seu livro Al-Fiqh ala al-Mazahib al-Arba’a (Vol. 4, página 89), Abd Ar Rahman Al Gaziri escreveu: “Pois se um homem comprar uma moça escrava, o contrato de compra inclui o seu direito de ter sexo com ela”. Este contrato visa, em primeiro lugar, a posse dela e, em segundo lugar, desfrutar dela sexualmente.

            Um sábio muito famoso entre os muçulmanos citou uma das justificativas para um homem casar-se com mais de uma mulher: “Alguns homens tem um desejo sexual compulsivo tão grande, que uma mulher não é suficiente para protegê-los [do adultério]. Tais homens, portanto, devem casar-se com mais de uma mulher e podem ter até quatro esposas”. (Ihy’a ‘Uloum ed-Din, de Ghazali, Vol. 2, Kitab Adab Al-Nikah, página 34).

                Ghazali deu um exemplo para este desejo sexual excessivo no mesmo livro (Parte 2, página 27): “Ali [que os xiitas consideram o profeta de Alá], que foi o mais ascético de todos os companheiros, teve quatro esposas e dezessete escravas como concubinas”. No Sahih Bukhari (parte 7, Hadith N° 142) diz: “O Profeta costumava passar [ter relações sexuais com] todas as esposas numa só noite, e naquele tempo ele tinha nove esposas”. “Certa vez, ele falou acerca de si mesmo que tinha recebido a potência sexual de quarenta homens”, conforme escrito no Al Tabakat Al Kobra (Vol. 8, página 139) de Mohammed Ibn Saad (sábio muçulmano). Queridos irmãos e irmãs, louvamos ao Senhor porque Ele não faz acepção de pessoas. Ele ama homens e mulheres igualmente e Ele não faz discriminações com base no sexo.

“Como as Mulheres são Tratadas no Islamismo pelo Dr Salim Almahdy “

 

 Missionários Marvyo Darley & Priscila Darley

Gramática de missões

 

Gramática de missões

Só há dois tipos de reação quando alguém se depara com a palavra Missões.

Há os que preferem conjugar os verbos:

adiar, esquecer, calar, desfrutar, estagnar-se.                         

Há os que escolhem os advérbios:

 depois, amanhã, talvez, futuramente, nunca.

Para esses a vida é definida pelos substantivos:

 tristeza, decepção, vergonha, descompromisso, deslealdade.

Há os que preferem conjugar os verbos:

 falar, amar, orar, sustentar, enviar, comprometer-se, crescer.

E escolhem os advérbios:

 hoje, agora, diariamente, já.

Para esses, a vida é definida pelos substantivos:

 alegria, realização, compromisso, lealdade, crescimento.

 

E você, que verbos prefere conjugar? Que advérbios escolhe?